Livro | Filhos de Sangue e Osso

Sendo o primeiro título da série O Legado de Orïsha, a história de alta fantasia Filhos de Sangue, escrita pela norte-americana Tomy Adeyemi em 2018, segue um rumo incrivelmente original dentro desse gênero literário, desenrolando seu enredo no reino fictício de Orïsha, que fica no continente africano.

Na história, nesse reino, haviam pessoas capazes de usar magia, conhecidos como maji, que por medo de seus poderes, o reino provoca uma chacina que extermina quase todos eles, evento que ficou conhecido como Ofensiva.

A história que nos é contada começa 11 anos depois da Ofensiva, através da personagem Zélie, filha de uma maji poderosa que pereceu no extermínio. Durante a sua vida junto com seu irmão, os dois sofreram muito com as autoridades do reino, sendo uma triste, ainda que verídica, alusão com a realidade do nosso mundo.

Durante o livro, a jornada de Zélie se cruza com outros personagens, afetados pela realidade cruel que a Ofensiva trouxe, também em uma busca para trazer de volta a magia ao reino. Por entre as areias do deserto e nas cores da cultura africana, a fantasia parece ter renascido.

Nas páginas de Filhos de Sangue e Osso acompanhamos não somente uma história em um mundo fantástico, e distante de outras fantasias que estávamos habituados, mas também aspectos que infelizmente não ficam só na fantasia.